Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Waldir Maranhão deverá ser expulso do PP

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro...





Waldir Maranhão deverá ser expulso do PP





Partido planeja indicar novo nome para a vice-presidência da Câmara dos Deputados.© Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados Partido planeja indicar novo nome para a vice-presidência da Câmara dos Deputados. Depois de ter anulado a votação que aprovou o impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, o presidente em exercício da Casa, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), deve ser expulso do partido.
De acordo com o jornal O Globo, um grupo de deputados do PP contatou a Executiva da legenda para solicitar sua imediata expulsão.
A reportagem destacaque o partido deve também pedir o afastamento de Maranhão da presidência da Câmara, já que a vaga de vice é de indicação do PP.
A legenda arguemnta que Maranhão já havia contrariado a decisão do partido de fechar a questão a favor do impeachment e, agora, o deputado voltou a confrontar o partido.
Sugerido pela Windows Store



"Ele é um incapaz e vamos ainda hoje pedir a expulsão dele do partido. Tem que saber como foi essa articulação, que é criminosa. Ele não tem nenhuma capacidade mental de um golpe dessa envergadura. Precisa apurar quem mais está envolvido nesse golpe"; disse o deputado Júlio Lopes (PP-RJ) em entrevista ao jornal O Globo.
Além disso, os deputados devem pedir que o partido faça nova indicação para a vice-presidência da Casa. "A vaga é do PP. Vamos pedir nova indicação do vice-presidente da Câmara e o partido vai expulsá-lo ainda hoje. Um sujeito na interinidade não pode derrubar o voto de 376 deputados", argumentou o deputado.

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA