Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

quarta-feira, 11 de maio de 2016

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro...



CARTA DE DEMISSÃO 

CARA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA: - Este documento é sua CARTA DE DEMISSÃO, por todo os motivos nela explanados, também se estende esta carta aos demais motivos, ocultos pela sua administração junto á nós (povo) deste País, se estende também esta carta á tristeza das milhares de famílias, sem emprego, que perderam seus entes nos hospitais, que trabalharam uma vida e sua administração, fez com que os mesmo perdessem todos seus bens e ainda contraindo, dívidas, Ações Judiciais, contraindo doenças, perda de seus sonos, usando remédios controlados e sem saber o que fazer, furtando dos lares o que neles tem de mais sagrado, o trabalho, o poder de sobrevivência, o poder de compra, o poder de prosperar, tudo isso vossa tirou do povo, a senhora tinha que usar artifícios, para desviar os bilhões de reais do dinheiro do povo, dos hospitais,  da saúde, da segurança, vossa sobrecarregou as empresas de tributos, vossa fez doações generosas aos Países aliados a este Governo criminoso, isso seria como um pai senhora Presidente, recebesse seu salário mensal, e fosse gastar em um puteiro, com cervejadas com os amigos, enquanto seus filhos, em casa, sem comida, sem leite, sem calçados para o inverno, a mãe no desespero e impotente, sem ação, sem ter o que fazer, no desespero, na ansiedade, no pavor, perto de fazer besteira, no choro das noites, no remédio para dormir e muitos outras consequências, gerou este pai., Pois senhora Presidente é isso que a senhora e sua quadrilha , esta fazendo com o povo, exatamente isso senhora Presidente, trocado em miúdos, para que nosso povo possa entender o motivo de vossa demissão, quando a senhora mandou seiscentas e poucas sacas de feijão para Cuba, a senhora tirou da boca do seu povo, dos seus filhos, que estão em baixo do seu manto, por ser a senhora a voz maior da administração do País, senhora Presidente sua demissão hoje é pelas centenas de mortes (assassinatos), de crianças dentro dos hospitais, por falta de leitos, enquanto sua filha e a senhora, que era proprietária de uma loja de 1,99, hoje tem uma empresa, entre muitos outros bens ocultos, com dinheiro e desvio do povo, com as mortes ocorridas por falta de gestão e administração, por quem é paga por nós para administrar o País, sua demissão senhora Presidente é por todos os roubos das Refinarias, da quebradeira da maior empresa do País do Brasil e a terceira no MUndo, que é a Petrobrás, sua demissão é por causa da compra da Friboi, dos 570 mil bois, pelo filho de Lula e sua quadrilha, sua demissão é por causa do cerceamento de defesa, que seu Governo, vira lizou com institucional, como forma de ocultar seus  atos, sua demissão é por sua arrogância, como pessoa, como Presidente, que foi assim o tempo todo, e agora senhora Presidente, a senhora enche, um dos lugares mais sagrados do País, O Palácio da República, de cabeças pão com mortadela, e faz discursos vazios, de pessoa que está descompensada, pouca, variada, ou fazida mesmo, por que isso sua quadrilha é de verdade, a senhora e seus mandados tem não duas caras, mais caras de acordo com o momento, com a necessidade, com a forçada de manutenção do poder, com hipocrisia, a ponta de faca, de baioneta, com desmandos, senhora Presidente sua demissão, não é por conta desta miséria de denúncias, que estão sendo  processada, mas por tudo o exposto aqui, e por muito daquilo que veremos, ou iremos a saber no futuro, é bem possível que isso que estou explanando aqui, vire 9.099 (Pequenas causas), senhora Presidente, sua demissão senhora Presidente não é por que a senhora é uma MULHER, como a senhora fala nos seus últimos discursos mediocreira, infame, inflamando a discórdia, entre o povo e causando, bem como usando mais uma vez o povo menos esclarecido, assim como o fizeram para lá atrás 13 anos, fizeram, com propostas ilusionistas, sonhadoras, senhora Presidente a senhora esta sendo demitida, não por ser mulher, mas sim uma vergonha para todas as mulheres deste País, que levantam 06.00 hs. da manha e trabalham até as 06.00 hs. da tarde, para levar o pão dos seus filhos, para gerar prosperidade a sua família, e a senhora envergonhando, a sua classe e a mulher Brasileira, não combina suas atitudes e de seus aliados, durante estes 13 anos, com suas atitudes de hoje senhora Presidente, todos nós sabemos, que nem seus aliados, a senhora recebia em seu gabinete, que seus atos, nunca foram coletivos, ou seja a senhora, combinava ou ordenava seus conchavos de gabinete e expunha no ar, sem ouvir, sem consultar suas bancadas, seus Ministros, seus pares senhora Presidente, é por isso que a senhora esta sendo demitida, e á seu lado tem meia duzia de mau acabados do PDT, Psol e do seu Partido PT, so lhe restaram os desqualificados, tenho certeza, que se o Sr. Falecido Leonel Brizola, estiver vendo isso, o que seu partido esta fazendo junto com sua quadrilha, ou melhor, fazendo parte da quadrilha, aposto que ele esta, virando o corpo em seu tumulo, é por isso senhora Presidente, que a senhora está sendo demitida.
A senhora esta sendo demitida, por todos os crimes ocorridos no País, por falta de segurança, devendo estes crimes, serem considerados assassinatos pelo Governo, a senhora e sua quadrilha, deveria sim responder estes crimes, pagar por eles, a senhora esta sendo demitida, por termos hoje no País 80% dos hospitais, sem atendimento, por ter pessoas dormindo, no chão, em macas das ambulâncias dos hospitais, pelas pessoas que tem que ficar uma noite no relento, em filas, para tirar uma ficha para sí ou para seus entes nos hospitais, por sua quadrilha ter roubado os direitos destas pessoas, sim por isso a senhora esta sendo demitida, pelos país que estão desempregados, chorando aos cantos, as escondidas de vergonha, de desesperos por não term o que dar a seus filhos, enquanto isso a senhora Presidente, libera, deliberadamente, sem as devidas autorizações do Congresso, o valor de R$ 100 milhões de reais, para fazer propagandas, com a finalidade de defender, seus mandos, seu poder, ou a manutenção dele a toda prova, usando o zé povinho nas ruas, com barricadas, com guerra, abonada pela senhora, é por isso sua demissão, senhora Presidente, não pense a senhora, o Lula, seus aliados, que a dor não ensina a gemer, ensina sim, senhora Presidente, a prova esta com o dia de hoje e com esta carta de sua demissão, o povo não aguenta mais, ninguém tem mais paz neste Páis, com tanta hipocrisia, com tanta discórdia, com tanta roubalheira, com tanta insensatez por parte de vossa senhoria e seus pares, em nenhum momento vossa tem misericórdia, do sofrimento de seu povo, pelo contrário, faz viagens milionárias, com despesas milionárias, com patrimônio do País do Povo, gastando trilhões lá fora, enquanto, nosso povo nada tem, nem mesmo o mínimo para sobreviver, por isso a senhora esta sendo demitida senhora Presidente e por muito mais, que isso sirva de lição para outros empregados do povo, empregados da Nação, que sabemos o que queremos, e que nunca mais nos coloque na parede, porque até o mais calado, o mais humilde, o mais paciencioso vai assinar a demissão de quem quer que seja, que possamos com este sofrimento, mortes, desavenças e tudo mais aqui explanados], tirar proveito, tirar conhecimento, deixar de ser o famoso  "Maria vai com as outras", que na primeira propaganda ou chamamento, abraça a causa, senhora Presidente a senhora esta sendo demitida, por não ter causa, mas sim formatar uma quadrilha, roubar sim o Brasil, ficar de canto e usar seus comandados, para dar a cara a bater, veja senhora demitida, parte de seu Governo, esta na cadeia, outra parte com o pé na porta, inclusive a senhora demitida, talvez, este seja o maior desespero de sua turma com sua demissão, é ficar exposto a justiça, a lei, é não poder engavetar, ocultar, seus maus feitos, é não ter mais o poder de ludibliar o povo, a justiça, a Nação.
 
Sua demissão senhora Presidente, é pelo desconforto que vocês promoveram a Nação, ao povo, as crianças, vocês podem ser considerados uns Nazistas senhora Presidente, sim, me atrevo escrever isso aqui sim, porque só os Nazistas, matavam com sã consciência, verdade, enquanto o povo morre nas ruas, a senhora demitida e seua pares, ficam tocando vitrola  para o povo, criminosos sim, senhora demitida, nunca mais nesta vida e nas próximas sua quadrilha, vai ter frente neste País se assim ainda contudo isso o povo colocar qualquer que seja de vocês no poder, passará este a ter a administração que merece, porque uma coisa é ter uma promessa de administração séria, que prometeu, casas, empregos, segurança, saúde, e verdade seja feita, até deram isso a uma parte do povo, como parte de um plano diabólico, e mau necessário, para que sua quadrilha pudesse afanar o Brasil, sem ser notado, barrado, e assim o fizeram por 13 anos, acabou senhora demitida, penso que isso justifica sua carta de demissão, e se por algum momento faltar alguma coisa, eu estou aqui a disposição para colocar, porque tem muito mais, a senhora demitida e seus pares, nesta parte são fortes, fornecem subsídios a abundância para formatar uma carta de demissão, para lhes dar 50 anos de cadeia, sem dó nem piedade, por que isso faltou por 13 anos de vossa senhoria.
Sua demissão é por todo o conteúdo abaixo exposto, publicado por mim neste BLOGG no dia de domingo 08.05.2016, por todos os crimes abaixo grifados e colocados com muita propriedade como vossa pode ver, não só fundamentamos sua carta de demissão, mas mostramos a vossa demitida e sua corja.

Senhora Presidente esta sendo demitida por causa disso:

DOMINGO 08.05.2016;

sergiogamecenter.blogspot.com






COMENTÁRIO DE SERGIO VIANNA: - A REVISTA ISTO É INDEPENDENTE PUBLICOU ESTA MATÉRIA, DOS 5 ANOS DE CRIMINALIDADE, NÃO SÃO CINCO MESES !!!

ENTREVISTA



Bolívar Lamounier

"Vivemos cinco anos de uma gestão criminosa"
Para cientista político, pacote de bondades de Dilma é uma tentativa de atingir o eventual novo governo, a atual recessão já levou embora todas as conquistas dos últimos anos e, se assumir, Temer não pode agir como interino

por Mariana Queiroz Barboza (mariana.barboza@istoe.com.br)
Observador da política nacional há 50 anos, o sociólogo e cientista político Bolívar Lamounier, sócio diretor da Augurium Consultoria, pede desculpas pelo tom raivoso que tem adotado nas críticas ao governo. “Sempre me disciplinei a ser ponderado”, afirma. “Mas, de cinco anos para cá, conclui que não dá.”

RED-ABRE-IE.jpg
DESCONFIANÇA 
Lamounier, em sua casa em São Paulo: ''Não levo a sério o discurso do PT''

Para Lamounier, membro da Academia Paulista de Letras e autor de diversos livros sobre a sociedade brasileira, a corrupção no País chegou a um nível inimaginável há poucos anos e afetou dramaticamente a imagem do Brasil no Exterior. Mas o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff e o andamento da Operação Lava Jato são passos importantes rumo ao amadurecimento da democracia.

RED-01-IE.jpg
''O PT tem discursos oportunistas. O partido tomou 50 vezes a iniciativa 
de impeachment. Em todos os casos, ele considerava 
legítimo. Quando ele está no poder, não é?''


“O Brasil está passando por uma crise saudável, mas profunda”, afirma. Nesse cenário, o sociólogo é otimista de que um eventual governo de Michel Temer, com Henrique Meirelles e José Serra, seria capaz de recuperar a credibilidade do Brasil. Da espaçosa sala da casa onde vive há 15 anos, num bairro nobre de São Paulo, Lamounier recebeu a reportagem da ISTOÉ na semana passada.

RED-02-IE.jpg
''Henrique Meirelles (foto) será fator preponderante na recuperação 
da credibilidade do governo aqui e no Exterior''

ISTOÉ -
 Na quinta-feira 5, o ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki afastou Eduardo Cunha da presidência da Câmara dos Deputados. Essa decisão veio tarde?
BOLÍVAR LAMOUNIER -
 Queremos que essa limpeza seja feita o mais rápido possível, não só do Cunha, como a do Renan Calheiros e vários outros. Especificamente em relação ao Cunha, está em curso uma tentativa de afastá-lo de maneira que invalidaria o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. É um recurso impetrado pela Rede. Isso evidentemente seria uma tentativa de golpe. Entendo que a decisão do Teori matou dois coelhos numa cajadada: afastou um homem acusado de corrupção e invalidou a tentativa de golpe por parte da Rede. Não é cedo nem tarde, veio no momento certo.
ISTOÉ -
 Para Cunha, essa seria uma interferência indevida do Judiciário no Legislativo. Esse pedido de afastamento é legítimo?
BOLÍVAR LAMOUNIER -
 Há duas coisas cuja legitimidade merece ser discutida: tanto o recurso da Rede quanto a decisão do Teori. Em ambos os casos, haveria uma intervenção, a meu ver, indevida do Supremo no Legislativo. Agora, se isso iria acontecer, por meio do Marco Aurélio Mello (relator da ação da Rede contra Cunha), podemos ver a ação do Teori como uma espécie de contragolpe preventivo. Já vimos isso antes. Em 1955, o Marechal Lott deu o chamado “golpe da legalidade”. Parece uma contradição em termos, mas é porque havia uma tentativa de impedir a posse do Juscelino Kubitschek. Ele, então, afastou o presidente interino antes. Infelizmente são coisas de um país cujas instituições ainda não estão bem consolidadas.
ISTOÉ -
 Ter Cunha na linha sucessória seria uma mancha num eventual governo de Michel Temer. Essa é uma boa notícia para o vice-presidente? 
BOLÍVAR LAMOUNIER -
 Sem dúvida. Quanto mais clara ficar a linha sucessória, melhor. Infelizmente o substituto (Waldir Maranhão, do PP-MA) também parece ter uma ficha corrida considerável. O Brasil está passando por uma crise saudável, mas profunda. Uma crise de limpeza que há muito tempo se fazia necessária.
ISTOÉ -
 Como o sr. enxerga a narrativa de vitimização do PT?
BOLÍVAR LAMOUNIER -
 O PT tem discursos oportunistas, cada um improvisado de acordo com as circunstâncias. O partido tomou 50 vezes a iniciativa de impeachment desde o governo Sarney. Em todos os casos, ele considerava legítimo. Quando ele está no poder, não é? Tenho dificuldade de levar a sério qualquer discurso jurídico que venha do PT. 
ISTOÉ -
 Nas últimas semanas, a presidente Dilma tem se dedicado a um “pacote de bondades”, num momento em que a agenda é de ajuste fiscal. Como o sr. avalia essas medidas?
BOLÍVAR LAMOUNIER -
 Repito: não levo a sério o discurso petista. Um dia, é preciso arrochar. No outro dia, tem pacote de bondades. E assim se sucede a cada semana, uma contradizendo a outra. São decisões populistas, irresponsáveis e inimigas do Brasil. Dilma está cansada de saber que as contas têm um rombo terrível. E demagogicamente, no apagar das luzes, ela resolve gastar mais.
ISTOÉ -
 É uma atitude desesperada?
BOLÍVAR LAMOUNIER -
 Pior. É uma tentativa de atingir o mandato do futuro presidente. O País que se dane.
ISTOÉ -
 A recessão atual é uma das mais graves da história do País. Os ganhos com a queda da desigualdade nos últimos anos estão em risco?
BOLÍVAR LAMOUNIER -
 Os ganhos foram muito menores do que o governo costuma propalar. Mas é claro que essa recessão já levou embora todos essas conquistas. Tudo virou pó. A destruição de riqueza a que estamos assistindo, devido à crise econômica, não tem paralelos na história do Brasil.
ISTOÉ -
 No fim do ano passado, o sr. publicou um artigo criticando a paralisia das elites em relação à crise. Recentemente, porém, alguns empresários se organizaram em favor do impeachment. Esse foi um ponto de inflexão?
BOLÍVAR LAMOUNIER -
 Hoje escreveria um pouco mais aliviado do que em novembro. Estava vivendo uma grande angústia, porque via o País ser destruído e a sociedade não se organizava. Foi quase um apelo. Onde estava o instinto de defesa dos empresários, que viam suas empresas construídas ao longo de gerações irem para o vinagre? Umas à falência, outras endividadas em moeda estrangeira. Vivemos cinco anos de uma gestão criminosa. Dizer que isso é pura incompetência é pouco. Porque uma pessoa que desconhece o labirinto da vida pública, que não sabe nada de economia, que não tem tino para escolher auxiliares nunca devia ter se prestado à farsa de se eleger presidente da República. E é óbvio que foi uma farsa montada pelo Lula, porque, com seus próprios votos, Dilma não se elegeria nem vereadora.
ISTOÉ -
 Durante esse período de instabilidade, como fica a imagem do Brasil no Exterior?
BOLÍVAR LAMOUNIER -
 Péssima. O Brasil no Exterior é hoje uma grande piada. Faço a ressalva de um período em que o Lula conseguia vender a imagem do Bolsa Família. Ponto para ele. Quanto ao resto, a imagem do Brasil nesses 13 anos foi catastrófica. Viramos amigos do tirano do Irã, do Chávez na Venezuela, do Morales na Bolívia. Foi uma política externa caótica, insensata, desprovida de qualquer significado.
ISTOÉ -
 Como fazer para resgatar essa imagem?
BOLÍVAR LAMOUNIER -
 A primeira coisa é mandar a Dra. Dilma para casa, impedir o Lula de fazer novos estragos, e deixar o governo Temer assumir efetivamente com um programa respeitável. E isso não é prometer o paraíso para depois de amanhã. Ele tem que comunicar à sociedade que vai recuperar a situação econômica e o crédito do governo junto à sociedade passo a passo. Isso pode levar seis meses, um ano, não sei. Mas Temer não pode se assumir como interino. Dois anos é tempo suficiente para um novo governo.
ISTOÉ -
 Quais obstáculos Michel Temer deve enfrentar se de fato assumir a Presidência da República?
BOLÍVAR LAMOUNIER -
 O principal é a estrutura política brasileira. Ela é desnecessariamente complicada. O Brasil não precisa de tantos partidos. Na hora de qualquer modificação, vem pressão de todos os lados, mal se consegue montar uma equipe. Temer já está recuando da meta de eliminar ministérios. Cortá-los pela metade é questão de bom senso, economia e eficiência. Mas não se consegue cortar pela mesma razão que eles foram implantados. A reforma política é a mãe de todas as guerras e, nesses dois anos do Temer, não há condições de tocá-la. O que podíamos fazer era aprofundar os estudos a respeito disso.
ISTOÉ -
 Num eventual governo Temer, o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles é dado como certo na Fazenda. Como ele poderia ter uma atuação mais bem-sucedida que o ex-ministro Joaquim Levy?
BOLÍVAR LAMOUNIER -
 Meirelles tem mais densidade política. Já foi ministro durante muitos anos, passou por muitas trovoadas. O Levy é um grande economista e uma pessoa seríssima, mas não tinha a força que Meirelles tem. Além do mais, Levy estava sendo sabotado diariamente. Ele era um ministro liberal num governo de Dilma Rousseff. Não há proposições mais antitéticas do que essas duas. Dilma tem cabeça estatizante. Para ela, empresa privada é um incômodo que ela tolera. Evidentemente não é uma pessoa que tem simpatia pela economia capitalista. Meirelles, junto com Temer e (José) Serra, será um fator preponderante nessa recuperação da credibilidade do governo aqui e no Exterior. É preciso recuperar a confiança de que o governo não vai cometer imprudências.
ISTOÉ -
 O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou o Planalto com a popularidade em alta. Hoje foi impedido de se tornar ministro da Casa Civil. Como o sr. vê essa transição?
BOLÍVAR LAMOUNIER -
 Quem, neste País, poderia imaginar o conluio do Lula com os grandes empreiteiros? Eu nunca achei que ele fosse essa santidade, mas o grau da coisa nunca pude imaginar. Lula saiu da Presidência com 83% de aprovação graças ao seu talento, mas principalmente à China, que estava crescendo 10% ao ano e sustentando o Brasil. Porque o Lula não fez nada no plano interno em favor do crescimento econômico. Não fez reforma estrutural nem nas relações de trabalho nem tributária. Não fez nenhuma grande obra de infraestrutura. Ele entregou o governo ao Meirelles – nisso ele foi muito sagaz – e voltamos a ser um país exportador apenas de matéria-prima, como há 100 anos. Como isso rendia uma soma extraordinária de recursos, ele pôde se tornar extremamente popular distribuindo bondades e virou uma pessoa praticamente sem inimigos.
ISTOÉ -
 Ao fim desse processo, a democracia sairá fortalecida?
BOLÍVAR LAMOUNIER -
 Não tenho dúvidas. O processo da Petrobras caiu nas mãos de um juiz competente, enérgico, especializado em lavagem de dinheiro, que estudou profundamente nos Estados Unidos questões relacionadas à corrupção. Começamos a ver coisas que nunca tínhamos visto, como empresários na cadeia. Temos que admitir. Uma parte por nossas qualidades enquanto país e uma parte por sorte, demos um grande passo adiante. E acredito que isso seja, em seu conjunto, irreversível.


RESUMO: Assim fica muito difícil entender e criar esperança em algo, que mais parece, estar andando em circulo, tipo aquele local ou lugar cheio de moscas varejeiras, quando saímos de uma merda e caímos em outra, só mudando o sobre nome e endereço, até quando ??
Sérgio Vianna - 08.05.2016
PARA ENCERRAR ESTA CARTA DE DEMISSÃO, EU SERGIO VIANNA, EM NOME DA MINHA FAMÍLIA, DOS MEUS FILHOS, DOS AMIGOS, DO PESSOAL DA TERRA ONDE NASCI, GUAÍBA, DA MINHA FAMÍLIA LÁ DE RATOS..- ÔPA MAS ISSO FOI OS VOTOS DOS POLÍTICOS DA CÂMARA, AZAR AGORA JÁ ESCREVÍ.
Esta demitida Sra. Dilma (11.05.2016, assina povo Brasileiro)






POSTAGENS DE SERGIO VIANNA