Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Putin inclui oficialmente a crise da Síria

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro...




05/09/2013 11h11 - Atualizado em 05/09/2013 11h58

Putin inclui oficialmente a crise da Síria 


na agenda do G20

Presidente russo fez 'inclusão' durante seu discurso de abertura.
Rússia rejeita qualquer intervenção militar estrangeira no país.

Da AFP
23 comentários
Presidente russo Vladimir Putin discursa na de abertura da cúpula do G20 (Foto: Pablo Martinez Monsivais/ Reuters)Presidente russo Vladimir Putin discursa na de abertura da cúpula do G20 (Foto: Pablo Martinez Monsivais/ Reuters)
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, que preside a cúpula dos chefes de Estado do G20em São Petersburgo, propôs durante seu discurso de abertura nesta quinta-feira (5) incluir a crise da Síria na agenda do encontro e sugeriu que o tema seja discutido durante um jantar de trabalho.
"Alguns participantes me pediram um tempo e a possibilidade de discutirmos outros... temas urgentes da política internacional", afirmou em seu discurso. "Sugiro que façamos isso durante o jantar", acrescentou o presidente, que é firmemente contrário a qualquer ação militar na Síria.
Oficialmente, a reunião entre os líderes mundiais é para discutir a situação econômica dos países, como a crise na Europa e Estados Unidos e a o panorama dos países emergentes.
Mas a crise síria será discutida porque o presidente dos EUA, Barack Obama, tenta obter apoio para um ataque militar ao país, cujo regime é acusado de ter usado armas químicas contra civis.
O governo do presidente Bashar al-Assad nega as acusações e afirma que é alvo de "terroristas" ligados à Al-Qaeda, que tentam desestabilizar o país.
Rússia e China, com poder de veto no Conselho de Segurança da ONU, vêm barrando a resolução que autoriza um ataque à Síria, o que levou Obama a buscar o aval do Congresso dos EUA para atacar.
Presidente da Rússia Vladimir Putin espera que os chefes de Estado no início da cúpula do G20 (Foto:  Alexey Kudenko/ G20Rússia/ AFP)Presidente da Rússia Vladimir Putin espera que os chefes de Estado no início da cúpula do G20 (Foto: Alexey Kudenko/ G20Rússia/ AFP)
arte síria 3/9 (Foto: 1)
tópicos:

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA