Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Verdade de Felix será exposta

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro...




11/07/2013 13:45

Verdade de Felix será exposta

Obrigado a sair do armário, o vilão recebe o carinho da mãe e da irmã e é achincalhado pelo paiDIÁRIO DE S. PAULO
Divulgação/ TV GloboA revelação sobre a sexualidade de Félix provoca uma reação em cadeia na famA revelação sobre a sexualidade de Félix provoca uma reação em cadeia na fam
O Félix é gay! Aquilo que a família Khoury sabia e tentava ignorar virá à tona no capítulo do próximo dia 31, de “Amor à Vida”. Cansada da rotina de traições, Edith (Bárbara Paz) pronunciará as quatro palavras acima, sentenciando o vilão a não só sair do armário, mas encarar-se no espelho.
Numa difícil conversa com César (Antonio Fagundes), Félix (Mateus Solano) desabafa: “Eu sempre soube que você nunca aceitaria. Por isso eu fiz tudo que queria. Casei, tive um filho e se não fosse a Edith, que me denunciou, eu teria virado um vovô, um bisavô, um homem de família, como tantos por aí”(veja mais detalhes do diálogo abaixo).
A revelação, como não poderia deixar de ser, provoca uma reação em cadeia na família. Além do pai, Félix precisa encarar o filho, Jonathan (Thalles Cabral), que ouve o desabafo da mãe. A estilista admite que estava traindo o vilão com outro: “Meu filho, me perdoa... Mas eu não suportei mais ser humilhada pelo seu pai! Eu sei que eu fui baixa, mas não me importo! Mais baixo é o Félix, que me traiu de um jeito que nenhuma mulher pode suportar!”.
Ainda que a resposta negativa do pai e o rancor de Edith se sobreponham nesse momento, o vilão encontrará o conforto nas palavras de Pilar (Susana Vieira) e de Paloma (Paolla Oliveira). A mãe traz a dose de serenidade de que ele precisa: “Você é gay, Félix. Eu acho que já sabia. Sempre soube. Só não queria dizer pra mim mesma”.
Ao conversar com a irmã, ele questiona: “Eu dou tanta pinta assim?”. A pediatra o tranquiliza e, ao mesmo tempo, o afaga: “Não dá tanta pinta... Mas dá pra perceber um certo tipo de humor, um trejeito. Mas não importa, Félix, o que importa é que eu te amo”.
A maneira carinhosa com que é tratado faz o vilão ter um raro momento verdadeiro com ela: “Você está sendo tão boa comigo. E eu sinto que nem sempre fui o irmão que você merecia, meu doce. Eu sinto que já fiz coisas horríveis com você”, afirma um Félix comovido, mas, ao que parece, ainda longe da redenção.

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA