Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Sete dos 12 corintianos presos na Bolívia são soltos

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro...



Sete dos 12 corintianos presos na Bolívia são soltos

Procurador da União, João Chaves, vai à Bolívia acompanhar situação dos torcedores que permanecem presos
Por Aline Nascimento - Portal Linha Direta
Sexta-feira, 7 de junho de 2013



Sete dos 12 corintianos presos na Bolívia foram soltos no início da noite de ontem (6). De acordo com o advogado Miguel Blancourt – que trabalha no consulado brasileiro em La Paz e representou os torcedores até o dia 5 de abril – a Justiça boliviana entendeu que não havia provas suficientes para mantê-los em cárcere. Uma audiência, que deve ser realizada em até 20 dias, vai decidir o destino dos outros cinco presos.

Os torcedores libertados tem uma reunião na embaixada brasileira e decidem se permanecem no país, no aguardo da liberação dos companheiros, ou se voltam ao Brasil.

Ainda na tarde de ontem, foi realizada na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) uma reunião entre Ministério da Justiça, familiares dos torcedores e advogados de defesa. O procurador geral da União João Chaves foi designado para acompanhar as negociações.

Além disso, foi proposto um acompanhamento da Procuradoria às famílias dos presos, tanto social quanto psicológica. O caso é tratado como sigiloso pelo Ministério da Justiça. Ainda assim, o ministro José Eduardo Cardozo se disse feliz com a decisão e garantiu que sempre acreditou na Justiça boliviana. "Tivemos uma postura respeitosa com o governo boliviano, respeitamos a sua soberania, como tinha que ser. Eu fico muito feliz com esse resultado. Fico feliz porque confiei quando o governo boliviano disse que respeitaria o que seria correto do ponto de vista legal, e eu acho que não me enganei. Então, fico muito feliz", garantiu ao portal G1.

Show Pela Liberdade

Cerca de cinco mil pessoas participaram do Show Pela Liberdade no dia 1º de julho, na Quadra da Gaviões da Fiel. Toda a renda arrecada foi destina às famílias os torcedores detidos na Bolívia. Entre as atrações estavam Leci Brandão, Edi Rock, Rappin Hood, Radicais da Fé e a Bateria da Gaviões.

Veja abaixo a nota oficial divulgada pela diretoria do Corinthians:

Nesta quinta-feira (06), o Sport Club Corinthians Paulista recebeu com extrema felicidade a notícia da libertação de sete dos 12 cidadãos brasileiros - e torcedores corintianos -, que estavam presos na cidade de Oruro, na Bolívia, desde 20 de fevereiro.

Um dia após o triste falecimento do garoto Kelvin Beltrán Espada, em entrevista coletiva concedida no CT Dr. Joaquim Grava, o presidente Mário Gobbi Filho iniciou a defesa dos 12 cidadãos brasileiros, que haviam sido detidos sem prova alguma. Desde então, o Sport Club Corinthians Paulista trabalhou incessantemente, em conjunto com o Governo Federal, para lutar pelos direitos dos seus torcedores.

Ao longo dos mais de 100 dias, o presidente Mário Gobbi Filho e o secretário geral Ronaldo Ximenes viajaram a Brasília-DF para realizar reuniões com José Eduardo Cardoso, ministro da Justiça, e Antônio de Aguiar Patriota, ministro das Relações Exteriores; receberam os familiares dos brasileiros detidos no Parque São Jorge; e mantiveram contatos diários com os dois ministérios citados. Durante o período, o Sport Club Corinthians Paulista também teve o apoio do eterno presidente Andrés Sanchez para reforçar a sua atuação.

A felicidade pela libertação dos sete cidadãos brasileiros, no entanto, não é maior que a força e o engajamento com que o Sport Club Corinthians Paulista seguirá trabalhando para que todos os outros cinco torcedores tenham os seus direitos respeitados.


Leia abaixo a nota divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores:

Ministério das Relações Exteriores
Assessoria de Imprensa do Gabinete

Nota de Esclarecimento n.º 4
6 de junho de 2013


Libertação de sete dos doze brasileiros detidos em Oruro, Bolívia


O Governo brasileiro recebeu com satisfação a decisão da Justiça boliviana de suspender, por falta de provas, a detenção de sete dos doze brasileiros em Oruro, Bolívia, desde 20 de fevereiro de 2013.

A Presidenta Dilma Rousseff, desde o primeiro momento, manifestou, ao Presidente Evo Morales, a preocupação com a situação dos brasileiros detidos na Bolívia. Por instrução da Senhora Presidenta da República, os Ministros das Relações Exteriores e da Justiça empenharam-se, imediatamente, em múltiplas ações, para garantir a dignidade dos brasileiros detidos e o devido encaminhamento processual, respeitando-se a soberania boliviana e a independência da Justiça local. Ao longo do processo, foram prestados pelo Governo e outras instâncias competentes do Brasil todos os esclarecimentos necessários para a melhor compreensão das circunstâncias da trágica ocorrência que vitimou um jovem cidadão boliviano.

A Embaixada do Brasil em La Paz está providenciando o imediato transporte dos sete brasileiros libertados de Oruro para a capital boliviana, de onde devem retornar ao Brasil com a brevidade possível.

O Governo brasileiro reitera aos familiares dos cinco brasileiros que permanecem detidos em Oruro o empenho em prestar-lhes toda a assistência possível e em zelar pelo encaminhamento adequado de seus casos.

O Ministro das Relações Exteriores, Antonio de Aguiar Patriota – no momento em viagem a Antígua, Guatemala, por ocasião da Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos –, manteve, nos últimos dois dias, conversas com o Chanceler boliviano, David Choquehuanca, a quem reiterou a elevada importância que o Brasil atribui ao bom encaminhamento do caso.

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA