Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Raúl Castro reforma cúpula do PC de Cuba

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro...



03/07/2013 05h20 - Atualizado em 03/07/2013 09h07

Raúl Castro reforma cúpula do PC de 


Cuba

Ricardo Alarcón, estreito colaborador de Fidel, deixa o comitê do partido.
Outros quatro líderes também foram excluídos da cúpula.

Da AFP

O presidente de CubaRaúl Castro, anunciou na noite desta terça-feira (2) a reforma no Comitê Central do Partido Comunista. O ex-chanceler e ex-presidente do Parlamento cubano Ricardo Alarcón e outros líderes do partido deixam o organismo. Eles serão substituídos por políticos mais jovens. As informações são da rede de TV local.
Os nomes dos novos integrantes da cúpula não foram divulgados.
Ricardo Alarcón, estreito colaborador de Fidel Castro, foi removido do Bureau Político e do Comitê Central do Partido, informou a televisão. Alarcón, de 76 anos, foi excluído da cúpula comunista durante a sétima plenária do Comitê Central, realizada na segunda-feira (1º).
"Concordou-se em liberar como membros do Comitê Central Ricardo Alarcón de Quesada, José Miyar Barruecos, Misael Enamorado, Orlando Lugo e Liudmila Álamo", informou a emissora.
Chanceler de 1992 a 1993 e, depois, presidente do Parlamento cubano por duas décadas até fevereiro passado, Alarcón é o mais importante dos cinco dirigentes que deixam a cúpula partidária.
O primeiro-secretário do Partido, Raúl Castro, minimizou a decisão. "Por essa porta se entra e por essa porta se sai, sem que constitua nenhum demérito", disse o governante, na plenária, segundo imagens da televisão.
Membro do Bureau Político desde 1992, Alarcón não foi incluído na lista de candidatos ao Parlamento nas últimas eleições, motivo pelo qual deixou de ser deputado quando a nova legislatura assumiu, em 24 de fevereiro.
Ricardo Alarcón, ex-presidente da Assembleia Nacional de Cuba, em 7 de outubro de 2011 na Cidade do México (Foto: AP)Ricardo Alarcón, ex-presidente da Assembleia Nacional de Cuba, em 7 de outubro de 2011 na Cidade do México (Foto: AP)
 fonte: G
1


POSTAGENS DE SERGIO VIANNA