Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Presidente eleito do Paraguai rejeita volta ao Mercosul

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro...


France Presse
12/07/2013 21h09 - Atualizado em 12/07/2013 21h22


Presidente eleito do Paraguai rejeita 


Volta ao Mercosul


Segundo Cartes, entrada da Venezuela não respeitou as normas legais. 
País havia sido suspenso após destituição do presidente Fernando Lugo.

Da France Presse
160 comentários
O presidente eleito do Paraguai, Horacio Cartes, rejeitou nesta sexta-feira (12)reintegrar seu país ao Mercosul, após manifestar que a entrada da Venezuela no bloco e a entrega da presidência rotativa ao presidente Nicolás Maduro não se ajustam aos tratados internacionais firmados pelos sócios fundadores.
'As características jurídicas da entrada da Venezuela como membro pleno doMercosul, em julho de 2012, não respeitaram as normas legais', afirmou Cartes em um comunicado divulgado após a cúpula do Mercosul em Montevidéu, onde ficou decidido o retorno do Paraguai ao bloco, com a anulação da medida imposta a Assunção após o impeachment relâmpago do presidente Fernando Lugo.
A Venezuela assumiu durante o encontro na capital uruguaia a presidência rotativa do bloco comercial sul-americano. "Amamos o Paraguai. Nos comprometemos coletivamente e na presidência (do Mercosul) a iniciar as ações imediatas para que tenhamos a incorporação do Paraguai", disse o presidente Nicolás Maduro.
Lugo foi destituído pelo Congresso acusado de mau desempenho em um veloz e questionado julgamento político e o então vice-presidente Federico Franco assumiu a chefia do Estado.
Franco entregará o poder no mês que vem ao presidente eleito, o empresáro Horacio Cartes, do tradicional Partido Colorado, e ele já manifestou sua disposição de trabalhar pela normalização das relações do Paraguai com a região.

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA