Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

domingo, 21 de julho de 2013

Polícia vistoria mais de 110 ônibus durante a 'Operação Rota da Fé' Números são referentes à vistoria feita no sábado (20), em Foz do Iguaçu.

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro...


21/07/2013 14h54 - Atualizado em 21/07/2013 15h03

Polícia vistoria mais de 110 ônibus durante a 'Operação Rota da Fé'

Números são referentes à vistoria feita no sábado (20), em Foz do Iguaçu.
Objetivo é garantir a segurança dos peregrinos que vão para a JMJ.

Do G1 PR, com informações da RPCTV de Foz do Iguaçu
Comente agora
Operação Rota da Fé (Foto: Reprodução/RPCTV)Mais de cinco mil veículos vindos do Paraguai, Argentina e
Chile devem passar por Foz do Iguaçu
(Foto: Reprodução/RPCTV)
Mais de 110 ônibus foram parados no sábado (20) durante a “Operação Rota da Fé”, que tem como objetivo garantir a segurança dos peregrinos que participarão da 28ª Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio de Janeiro, entre terça-feira (23) e domingo (28). O balanço foi divulgado neste domingo (21) e é realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.
Na Ponte Internacional da Amizade, fronteira com o Paraguai, foram vistoriados 56 ônibus. Destes, nove tinham como destino a JMJ. Segundo a PRF, um dos veículos não pode seguir viagem, pois estava com os documentos irregulares.
Já na Ponte Tancredo Neves, fronteira com a Argentina, dos 60 ônibus fiscalizados, 31 seguiam para a Jornada Mundial da Juventude. Nesta operação, três veículos foram impedidos de seguir viagem por estarem com problemas na documentação.

A PRF calcula que, somente em Foz do Iguaçu, entrem cerca de cinco mil ônibus vindos, principalmente, do Paraguai, da Argentina e do Chile. O trabalho de vistorias na tríplice fronteira tem o auxílio de um aparelho escâner especial que faz imagens do interior dos veículos à distância. O controle intensificado tem como objetivo evitar que ônibus clandestinos coloquem em perigo a vida dos peregrinos estrangeiros e das pessoas que estiverem trafegando pelas estradas do país durante a JMJ.

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA