Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

segunda-feira, 8 de julho de 2013

EUA usaram tecnologias de big data para espionar Brasileiros

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro...




EUA usaram tecnologias de big data para espionar 

brasileiros

Espiões americanos da NSA e da CIA montaram uma base em Brasília para interceptar comunicações de brasileiros, afirma o jornal O Globo

Divulgação / NSA
Sede da NSA em Fort Meade, no estado americano de Maryland
Sede da NSA: a Agência de Segurança Nacional americana montou uma central em Brasília para espionar os brasileiros
São Paulo — Os documentos secretos revelados por Edward Snowden continuam rendendo. Depois de afirmar que o Brasil foi (e talvez continue sendo) um dos alvos da espionagem americana, o jornal O Globo diz que espiões da NSA e da CIA montaram uma base em Brasília para interceptar comunicações de brasileiros. 
Segundo o jornal, documentos obtidos por Snowden mostram que a base funcionou em Brasília pelo menos até 2002. Era parte de uma rede de 16 instalações dedicadas a interceptar comunicações via satélite e linhas terrestres.
O jornal diz que a base é um trabalho conjunto da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA) e da CIA. Os arapongas teriam instalado equipamentos para captar dados em linhas de comunicação no país e usariam diversas ferramentas de software para obter as informações.
O Globo cita algumas delas: o já conhecido PRISM, para acesso a e-mail e conversas online; Boundless Informant, que determinaria quem enviou o que para quem e quando; X-Keyscore, que faria reconhecimento de textos em mensagens; e Fairview, capaz de monitorar grandes quantidades de dados.
A notícia é mais uma peça no grande quebra-cabeça da espionagem americana. Ele começou a ser conhecido depois que Edward Snowden, que trabalhou na empresa Booz Allen prestando serviços à NSA, revelou o esquema de arapongagem montado pela agência aos jornais Guardian e Washington Post. 
Documentos divulgados por Snowden mostram que o governo americano tinha acesso a comunicações telefônicas e podia interceptar o tráfego de dados nas redes americanas.

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA