Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Blogueiros aprovam criação de fundo para ajudar colegas em processos judiciais

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro...


Blogueiros aprovam criação de fundo para ajudar colegas em processos judiciais

Redação Portal IMPRENSA 03/04/2013 11:00
Na última terça-feira (2/4), blogueiros, ativistas, militantes de partidos políticos, movimentos sociais e advogados se reuniram na sede do Centro de Estudos de Mídia Barão de Itararé, em São Paulo, e decidiram, por consenso, criar um fundo para socorrer financeiramente colegas alvo de processos judiciais, ameaças ou violência em todo o Brasil, informou o blog do Luis Nassif.
Leia também

Crédito:Divulgação
O jornalista Lúcio Flávio pode ser o primeiro a receber parte do fundo

Inicialmente, o fundo de emergência será organizado pelo Conselho Nacional da blogosfera, formado por 26 ativistas de todo o Brasil. Uma conta bancária receberá as contribuições de internautas, por enquanto em nome do Barão de Itararé. E ficou decidido também que a entidade terá um corpo jurídico para defesa de blogueiros.

Segundo Altamiro Borges, presidente do Centro, a judicialização do debate político e a ameaça a poderes nunca antes questionados multiplicou o número de ações, que incluem ameaças, agressões e assassinatos. “Os coronéis acostumados a mandar sem contestação ou crítica, seja em nível nacional, estadual ou local, encontram na Justiça frequentemente o caminho para calar ou intimidar a blogosfera”, afirmou. 

Ele anunciou que está praticamente pronto um levantamento nacional sobre os processos, ameaças, perseguições e assassinatos cometidos contra blogueiros, que será encaminhado junto com uma carta-denúncia à Organização dos Estados Americanos e às Nações Unidas.

Sobre o uso do fundo
Alvos de processos judiciais, os blogueiros Paulo Henrique Amorim, Rodrigo Vianna e Lino Bocchini estiveram presentes na reunião, mas declararam que não pretendem recorrer ao fundo. “Há gente que nem dispõe de advogado e que, por falta de recursos, se cala diante de autoridades em várias partes do Brasil. Não é o nosso caso”, explicou Conceição Lemes, editora-chefe do Viomundo.

Para Eduardo Guimarães, é importante que o fundo tenha critérios claros e pré-estabelecidos para aqueles que serão beneficiados em caso de necessidade. "Sugiro que os que se interessarem por tal apoio façam uma contribuição mensal — pequena, talvez simbólica –, de forma que integre o esforço que está sendo empreendido e, assim, faça jus ao eventual apoio do qual poderá vir a precisar. Dessa maneira, não haverá questionamento sobre quem vier ou não a ser apoiado”, disse.

Vários presentes lembraram como absolutamente prioritário o caso do jornalista e blogueiro Lúcio Flávio Pinto, do Pará. Editor do Jornal Pessoal, Lúcio Flávio foi condenado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) a indenizar Cecílio do Rego Almeida, a quem acusou de ser grileiro de terras.

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA