Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

domingo, 23 de junho de 2013

TAITI, EXEMPLO DE SELEÇÃO!!!

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro...




23/06/2013 - 02h33

'Queremos ter mais profissionais', diz técnico do Taiti

PAULO ROBERTO CONDE
DE SÃO PAULO

Eddy Etaeta, 43, pode se gabar de ser o único técnico do mundo a ver sua equipe levar 16 gols em dois jogos e ainda sair reverenciado.
Desde 2010 como técnico do Taiti, sensação da Copa das Confederações mais pelo carisma do que pelo talento, ele afirmou que a meta do país será ter mais profissionais.
"Queremos nos despedir com uma boa atuação contra o Uruguai, e aí pensar no futuro", disse Etaeta à Folha.
Confira mais trechos da entrevista.
Folha - Qual será o legado para o futebol do Taiti após esta Copa das Confederações?
Eddy Etaeta - Espero que após este torneio haja possibilidade de nos desenvolvermos mais. Nossa política sempre foi voltada para formação de jogadores. Mas nosso foco será ter mais jogadores profissionais para sermos mais competitivos. Este é o legado que o torneio nos deixa.
Acha que clubes da Europa, Ásia e Américas podem se interessar por jogadores do país após as goleadas? Ao menos prestar mais atenção?
Eu espero sinceramente que recrutem e contratem mais jogadores. Acho que é algo que pode acontecer.
Algum jogador já recebeu assédio de clubes nestes dias?
Sim, já houve assédio.
Você poderia dizer quais jogadores foram procurados e quais os clubes interessados?
Infelizmente, não. Ainda não posso falar a respeito.
Sua equipe sofreu a maior goleada da história das competições organizadas pela Fifa. Como vocês se sentiram?
Não sentimos vergonha. Vicente del Bosque e os outros jogadores da Espanha nos cumprimentaram e nos elogiaram pela paixão de jogar futebol e de ter um respeito pelo fair play. Del Bosque me disse que muitas equipes deviam nos ter como exemplo.
No fim, que lembrança vocês levarão da competição?
Levaremos o apoio que a torcida brasileira nos deu e o reconhecimento de valores humanos e esportivos.
Eitan Abramovich/AFP
Eddy Etaeta, durante coletiva de imprensa
Eddy Etaeta, durante coletiva de imprensa




SERGIO VIANNA: Alguns times vem ao Brasil para mostrar seu futebol, esta seleção, veio nos dar uma lição de humildade, perseverança, carisma e respeito, com tudo que eles estão deixando, nem precisaria,
os mesmos ter no momento mais futebol, até porque se continuar assim, isso eles terão no futuro.

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA