Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

quarta-feira, 26 de junho de 2013

PRESTEM ATENÇÃO NESTA SITUAÇÃO, UMA COISA É NÃO ESTARMOS INFORMADOS OUTRA COISA É DEIXAR ROLAR E CHORAR LEITE DERRAMADO DEPOIS!!!!

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro...



PRESTEM ATENÇÃO NESTA SITUAÇÃO, UMA COISA É NÃO ESTARMOS INFORMADOS
OUTRA COISA É DEIXAR ROLAR E CHORAR LEITE DERRAMADO DEPOIS!!!!





NOSSA PRINCIPAL ARMA EM 2014!
NOSSA PRINCIPAL ARMA EM 2014!

PRESTEM ATENÇÃO NESTA SITUAÇÃO, UMA COISA É NÃO ESTARMOS INFORMADOS
OUTRA COISA É DEIXAR ROLAR E CHORAR LEITE DERRAMADO DEPOIS!!!!

Em teoria, nada impede de termos uma PEC convocando eleições para uma nova constituinte. Foi, aliás, esse o processo através do qual saímos da ditadura e fizemos a atual Constituição. Durante a vigência da constituição anterior, aprovamos uma PEC (Emenda Constitucional 26, em novembro de 1985) que criou uma Assembleia Nacional Constituinte para formular uma nova constituição.

Seria perigoso para a democracia se os eleitores não pudessem nunca mais ter uma nova constituinte, exceto se pegassem em armas. Seriam as gerações passadas trancafiando a vontade das gerações futuras.

A última questão – e talvez muito mais importante – que ninguém está debatendo ainda é que queremos convocar uma assembleia constituinte para fazer uma reforma nas leis que geram nossa política. Mas os constituintes serão eleitos pelas regras atuais, dentro do sistema partidário atual, com o atual sistema de financiamento, etc. Com o devido limite da analogia, seria como pedir aos lobos para fazerem uma norma que assegure que os lobos não comerão as ovelhas. Sem implementar mudanças que possibilitem às ovelhas participarem do processo de formulação das regras que as protegerão, é pouco provável que realmente surjam mudanças para melhor. Ao menos não do ponto de vista das ovelhas.


POSTAGENS DE SERGIO VIANNA