Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Com várias causas, grupo se reúne para novo protesto em Porto Alegre

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro...





24/06/2013 17h52 - Atualizado em 24/06/2013 18.32

Com várias causas, grupo se reúne 

para novo protesto em Porto Alegre

Concentração em frente à prefeitura começou por volta das 16h da tarde. 
Manifestantes levam cartazes; roteiro de caminhada não foi divulgado.

Felipe Truda e Diego Guichard
Comente agora
Concentração em frente à Prefeitura de Porto Alegre (Foto: Diego Guichard/G1)Concentração em frente à Prefeitura de Porto Alegre (Foto: Diego Guichard/G1)
Com cartazes e causas que vão das críticas contra a Copa e o transporte público, passando por reintegrações de posse, maus-tratos aos animais, PEC 37, manifestantes voltaram a se reunir em frente à Prefeitura de Porto Alegre no fim da tarde desta segunda-feira (24) para novo protesto. O roteiro da caminhada não foi divulgado pelos manifestantes. Às 17h50, duas mil pessoas se encontravam no local, segundo a Brigada Militar. Siga os protestos pelo estado em tempo real.
Casal utiliza máscaras em protesto em porto Alegre (Foto: Diego Guichard/G1)Casal utiliza máscaras em protesto em Porto
Alegre (Foto: Diego Guichard/G1)
Apesar da chuva, concentração começou por volta das 16h. De acordo com a Brigada Militar, às 17h30 mais de mil pessoas já se estavam no local. De acordo com a EPTC, o trânsito é lento na Avenida Borges de Medeiros, a partir da Avenida Salgado Filho, no centro da capital. Várias ruas da região central têm bloqueios. O movimento também é intenso nas outras ruas próximas ao Mercado Público.
Para acompanhar o protesto desta noite emPorto Alegre, serão utilizadas 658 câmeras da EPTC e da Guarda Municipal e 48 câmeras do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). Pelo menos 200 agentes da EPTC vão estar nas principais ruas do Centro de Porto Alegre orientando os motoristas sobre mudanças no trânsito e desvios em função do protesto.
A previsão era que os manifestantes se reunissem por volta das 18h, para depois saírem em caminhada por ruas da Região Central, como ocorreram em outros atos. Entretanto, a concentração foi antecipada em pelo menos 2 horas.
Trânsito é bloqueado na Rua Riachuelo, que dá acesso ao Palácio Piratini, em Porto Alegre (Foto: Felipe Truda/G1)Trânsito é bloqueado na Rua Riachuelo, que dá
acesso ao Palácio Piratini, em Porto Alegre
(Foto: Felipe Truda/G1)
Na última quinta-feira (20), a manifestação contou com a participação de cerca de 20 mil pessoas. Após começar de forma pacífica, atos de vandalismo foram registrados. De acordo com o governador Tarso Genro, ações de segurança foram planejadas durante todo o dia para proteger a cidade de novas depredações.
Cartazes e várias causas 
Diversos cartazes espalhados entre os manifestantes postados em frente à Prefeitura de Porto Alegre apontam as cinco causas para os protestos. São elas: não à PEC 37, saída imediata de Renan Calheiros da presidência do Congresso, imediata investigação das irregularidades na Copa, corrupção como crime hediondo e fim do foro privilegiado.
Militantes do Levante Popular da Juventude se concentram em frente ao prédio da Prefeitura em Porto Alegre e gritam "Chega! Acabou! Eu não aguento! Esse sistema eu não aceito!".
Em frente à prefeitura, pessoas reclamam da remoção das casas de 400 famílias da Ponta Grossa para uma obra. “Disseram que pagariam aluguel social, mas pararam de pagar depois de um ano e isso faz quatro anos. Agora estamos em casas de amigos e parentes ou embaixo de lonas”, conta um manifestante.

fonte: zero hora

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA