Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

quinta-feira, 20 de junho de 2013

CIDADES DO BRASIL, BLINDAM-SE COM MEDO DE MEGAPROTESTO!!!

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro...

fonte: Correio da Manha de Portugal:



Esperam-se manifestações por todo o País

Cidades do Brasil blindam-se com medo de megaprotesto

Várias grandes cidades brasileiras viveram esta quinta-feira, uma frenética corrida a todo o tipo de proteção contra vandalismo, tentando proteger-se antes do início do mega-protesto marcado para o final da tarde em 17 capitais de estado e dezenas de outras grandes Metrópoles.

Ao todo, devem começar, quando forem 21h00 em Lisboa, manifestações em pelo menos 80 cidades de norte a sul do país, às quais se prevê que compareça pelo menos um milhão de pessoas.
São Paulo e Rio de Janeiro, as duas maiores cidades do Brasil e onde têm ocorrido os protestos mais violentos, pareciam esta quinta-feira um gigantesco canteiro de obras.

Edifícios residenciais e de escritórios, lojas de grande e pequeno porte e órgãos públicos do centro das duas cidades e de outros bairros onde se prevê que os protestos ocorram protegeram-se como puderam.

Grossas grades foram colocadas em frente a vidraças, painéis de aço protegiam portas, e tapumes de todo o tipo tentavam proteger o património, público ou privado.
Estações do metropolitano de São Paulo e do Rio, alvos preferenciais de vandalismo nos protestos anteriores, receberam protecções metálicas no seu interior e nas áreas externas.

Órgãos públicos decretaram feriado a partir da hora do almoço, para protegerem os seus funcionários, e muitas lojas fecharam a essa mesma hora por todas as cidades em que há previsão de manifestações.
Nos protestos de segunda e terça-feira, os atos de vandalismo de alguns grupos mais radicais que a maioria dos manifestantes levaram o medo e a destruição a muitas cidades.

A Assembleia Legislativa do Rio foi invadida e teve mobiliário e equipamentos destruídos e incendiados, a Câmara Municipal de São Paulo foi extremamente vandalizada, o Congresso Nacional, em Brasília, foi parcialmente ocupado por manifestantes durante seis horas e igualmente vandalizado, e dezenas de estabelecimentos comerciais por todo o país foram arrombados, depredados e até saqueados.

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA