Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

sábado, 25 de maio de 2013

E A COLONIAÇÃO, NÃO MUDOU NADA!!!

E A COLONIZAÇÃO CONTINUA, NÃO MUDOU NADA...

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte.





E A "COLONIZAÇÃO" CONTINUA...

Esta forte e expressiva obra de Jean Baptiste Debret que mostra índios brasileiros sendo retirados de seus locais de moradia e sendo escravizados coincide exatamente com o que ocorreu ontem na Aldeia Maracanã. Isso é a prova viva de que a opressão e perseguição étnica ainda reside nos tempos atuais.

Naquela época o Capitalismo Mercantil levou Portugal a invadir a terra ainda sem nome residida pelos índios e que posteriormente se chamaria "Brasil" e escravizou muitos daqueles povos e começaram a sugar tudo que aquela terra ali roubada poderia lhes oferecer. Decorrente disso milhares de índios morreram. 

O tempo se passou e a escravidão foi abolida, porém as sequelas daquela época permaneceram vivas com o passar do tempo. Hoje não vemos uma escravidão direta sobre os índios, mas indiretamente sim. Eles são escravos deste Sistema. O pouco que lhes restou está sendo destruído, sua cultura está sendo destruída. O índio como retratado na obra de Debret ainda é retirado de sua moradia e assim como na época da Idade Moderna o Capitalismo ainda é a causa de muitos de seus problemas, como a retirada dos índios da Aldeia Maracanã para a construção de obras que disfarçadamente visam uma melhoria à sociedade, porém por trás dos bastidores estão enchendo o bolso de empreiteiras e grandes corporações.

Espero um dia em que a Constituição realmente proteja estes povos e o Estado e órgãos competentes realmente estejam comprometidos a preservar a cultura indígena. Se quer acabar com uma etnia basta destruir sua cultura e é isso que está ocorrendo, 513 anos de perseguição e destruição, 513 anos de Cabral à Cabral, o sangue escorre e a cena novamente acontece. O Brasil colônia ainda vive. O Brasil colônia de empresas estrangeiras que vem aqui e sugam os recursos naturais, roubam o que é dos índios, como no caso de Belo Monte. Assim como nos tempos iniciais do Brasil, os índios são mortos por resistirem à abdicação de terras, como ocorreu com os Guarani Kaiowá e muitos outros.

VÍDEO:
Ação truculenta da PM no despejo de indígenas da Aldeia Maracanã: http://youtu.be/i78lR0tYN0c

POSTS:
Um cartunista na Cabralândia - Especulação imobiliária e desocupações para a Copa de 2014: http://t.co/H0Uil6m1gK
Polícia inicia retirada de índios da Aldeia Maracanã:http://t.co/VPZfnwvFNr
REVOLTANTE: Violência da PM no despejo de indígenas da Aldeia Maracanã: http://bit.ly/16P2fJO
E A "COLONIZAÇÃO" CONTINUA...

Esta forte e expressiva obra de Jean Baptiste Debret que mostra índios brasileiros sendo retirados de seus locais de moradia e sendo escravizados coincide exatamente com o que ocorreu ontem na Aldeia Maracanã. Isso é a prova viva de que a opressão e perseguição étnica ainda reside nos tempos atuais.

Naquela época o Capitalismo Mercantil levou Portugal a invadir a terra ainda sem nome residida pelos índios e que posteriormente se chamaria "Brasil" e escravizou muitos daqueles povos e começaram a sugar tudo que aquela terra ali roubada poderia lhes oferecer. Decorrente disso milhares de índios morreram.

O tempo se passou e a escravidão foi abolida, porém as sequelas daquela época permaneceram vivas com o passar do tempo. Hoje não vemos uma escravidão direta sobre os índios, mas indiretamente sim. Eles são escravos deste Sistema. O pouco que lhes restou está sendo destruído, sua cultura está sendo destruída. O índio como retratado na obra de Debret ainda é retirado de sua moradia e assim como na época da Idade Moderna o Capitalismo ainda é a causa de muitos de seus problemas, como a retirada dos índios da Aldeia Maracanã para a construção de obras que disfarçadamente visam uma melhoria à sociedade, porém por trás dos bastidores estão enchendo o bolso de empreiteiras e grandes corporações.

Espero um dia em que a Constituição realmente proteja estes povos e o Estado e órgãos competentes realmente estejam comprometidos a preservar a cultura indígena. Se quer acabar com uma etnia basta destruir sua cultura e é isso que está ocorrendo, 513 anos de perseguição e destruição, 513 anos de Cabral à Cabral, o sangue escorre e a cena novamente acontece. O Brasil colônia ainda vive. O Brasil colônia de empresas estrangeiras que vem aqui e sugam os recursos naturais, roubam o que é dos índios, como no caso de Belo Monte. Assim como nos tempos iniciais do Brasil, os índios são mortos por resistirem à abdicação de terras, como ocorreu com os Guarani Kaiowá e muitos outros.

VÍDEO:
Ação truculenta da PM no despejo de indígenas da Aldeia Maracanã:http://youtu.be/i78lR0tYN0c

POSTS:
Um cartunista na Cabralândia - Especulação imobiliária e desocupações para a Copa de 2014: http://t.co/H0Uil6m1gK
Polícia inicia retirada de índios da Aldeia Maracanã:http://t.co/VPZfnwvFNr
REVOLTANTE: Violência da PM no despejo de indígenas da Aldeia Maracanã:http://bit.ly/16P2fJO
Curtir (desfazer) ·  ·  · há 3 minutos · 


Quando coloquei no título, NÃO MUDOU NADA, cometi um baita erro, naquela época, não tinha bombas de gás, as armas eram menos sofisticadas, os comandos, truculentos a doc, quanto a isso, hoje houve progresso, mas os comandos, continuam, mais truculentos, matando civis, seja, índios, seja, quem for, tambem mudou para pior, somando somente estas comparações, diria, que o tempo passou e a tal civilização, ainda não chegou, pelo menos para os Governantes, esqueci, o respeito com o próximo, esta muito longe!
Sergio Vianna

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA