Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

quinta-feira, 21 de março de 2013

GRANDE MANIFESTAÇÃO, DO SR. SECRETÁRIO AFONSO MOTTA, LEIA NA INTEGRA...

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte...

Afonso Motta
O PAPA FRANCISCO

O cardeal Jorge Mario Bergoglio, da Argentina, foi eleito Chefe da Igreja Católica, congregando mais de um bilhão de católicos espalhados pelo mundo. A escolha do primeiro Papa Latino-Americano tem um significado inovador. O maior propósito, é recuperar a credibilidade ameaçada pelo envolvimento em escândalos de abuso sexual, divisões na hierarquia do Vaticano e muito especialmente conter a perda de fiéis, que no nosso território é motivada por inspirações evangélicas, protestantes e religiões afro-brasileiras. Com certeza, foi decisiva para a escolha, a origem do papa Francisco, do espaço onde estão mais de um terço de todos os católicos do mundo. Aqui o debate sobre o papel da Igreja e os temas da atualidade tem sido muito acirrado. A relação pastoral, as grandes questões sociais, o olhar para os menos favorecidos, aborto, casamento entre os do mesmo sexo e a eutanásia são pautas permanentes, especialmente da juventude, que clama pela participação da Igreja Católica com mais efetividade e abertura no debate. Os dogmas de uma trajetória cristã de mais de 2000 mil anos continuam intocáveis e deverão merecer reflexão e posicionamento do novo Papa. Pelo nome escolhido, Francisco, a inspiração veio de São Francisco de Assis, símbolo de amor aos pobres, necessitados, fraternidade e simplicidade. Depoimentos da Argentina informam que Francisco é desafeito a honrarias e formalidades. Habituado a percorrer paróquias, manter contato pessoal com os demais sacerdotes e fieis sempre foi muito simples. Costuma se vestir como um padre comum e constantemente viaja em transporte coletivo. Com certeza é esta a expectativa que o povo católico espera de Francisco. Uma Igreja simples, evangelizadora, mais alinhada com os princípios genuínos da solidariedade e do amor ao próximo. Uma nova forma de trabalho para os necessitados, recuperando a credibilidade e ampliando a fé. Afinal é ela que “move montanhas” e norteia todo o pensamento cristão. Neste contexto é evidente que mais um olhar do mundo se abre para o nosso território Latino. No Brasil, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil recebeu a escolha como “revigorante e valorizadora das ordens religiosas”. Históricamente conhecidos pela pregação da fé católica e o trabalho educativo, os jesuítas foram mentores da educação brasileira durante muitos anos. É a primeira vez que é indicado um Papa jesuíta, prevalecendo as Ordens. E nós todos sabemos, particularmente, aqui no Rio Grande do Sul, a contribuição extraordinária dos jesuítas na formação e cultura do nosso povo. Portanto, não são somente os Argentinos que surpresos celebram a escolha de um conterrâneo como Papa mas todos nós por sua representação, dimensão humana e expectativa de que a Igreja com Francisco estará mais voltada ao evangelho e a caridade.

Afonso Motta
Advogado, produtor rural e
Secretário de Estado
Curtir ·  ·  · há 2 minutos ·