Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

PRISÃO DE POLICIAIS CIVIS EM 31.10.2012 II PARTE...

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rejeições, fazem parte...
1/10/2012 15:04 - Atualizado em 31/10/2012 15:12

Preso policial foragido suspeito de exigir dinheiro de traficante na Capital


Outros três já foram detidos por suposto envolvimento no mesmo crime

Agentes da Corregedoria da Polícia Civil (PC) prenderam, no início da tarde desta quarta-feira, o policial civil Paulo Roberto Araújo de Oliveira, foragido desde ontem, quando foram capturados o titular da 16ª Delegacia da Restinga, Antônio Martins Guimarães, e o chefe de investigação, Luís Carlos Ceconelo de Almeida. Na semana passada, foi detido o detetive particular Ben Hur Fagundes. Eles são investigados por tentar extorquir um traficante cobrando R$ 60 mil para não prendê-lo. 

A negociação que culminou com a prisão de Oliveira durou cerca de uma hora. De acordo com o delegado corregedor Paulo Grillo, Oliveira foi encontrado na casa do filho, na zona Norte de Porto Alegre, mas não queria sair. Os agentes tinham mandado de prisão, mas não possuíam autorização para entrar na propriedade  Após a chegada do advogado do suspeito, ele resolveu se entregar, contou o policial. Os quatro presos já tinham antecedentes por extorsão, concussão, peculato e porte ilegal de arma (o detetive), sendo que Oliveira e Fagundes já haviam sido presos, revelou Grillo.

A investigação que culminou com a prisão dos quatro começou com a denúncia de um traficante. O homem procurou a corregedoria para relatar que quatro policiais haviam invadido o apartamento dele, na zona Norte da Capital, sem mandado de busca à procura de drogas. Sem êxito, exigiram R$ 60 mil para não prendê-lo, revelou o homem à polícia. “Temos câmeras de segurança do prédio (onde mora o denunciante), no bairro Cristo Redentor, conversamos com parentes e porteiros: as evidências são claras”, revelou o delegado.

Na semana passada, um segundo encontro com os policiais foi marcado, em frente ao Hospital Cristo Redentor. Quando o detetive foi supostamente buscar o dinheiro do suborno, acabou sendo preso em flagrante, por estar portando uma pistola sem registro. 

Os policiais já foram afastados das funções em razão dos crimes. Uma cópia do inquérito foi encaminhada ao Conselho Superior de Polícia, que vai iniciar processo administrativo. O procedimento pode afastar definitivamente os agentes dos cargos públicos.

Bookmark and Share



Fonte: Samuel Vettori / Rádio Guaíba

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA