Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

VALOR DE PERNANBUCO É 137 VEZES MAIOR AO CEARÁ...

Este blog, tem como finalidade, êxpor as mazelas, do dia a dia, prejudiciais, de forma que possamos, nos defender ou auxiliar alguem com informações, baseadas em fatos, , divergencias ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro...

 Extraído de: O Povo -  Valor para Pernambuco é 137 vezes o destinado ao Ceará




Não se pode discriminar PE

por ser o estado do minist...

Ministro nega favorecimento

ao seu estado

Bezerra nega favorecimento

de Pernambuco


O ministro Fernando Bezerra, da Integração Nacional, disse que Pernambuco não pode ser discriminado por ser seu estado natal. Enquanto Pernambuco recebeu R$ 25,5 milhões, o Ceará obteve R$ 185,4 mil



Pernambuco, estado natal do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, recebeu 137 vezes e meia mais dinheiro do programa de prevenção e preparação para desastres em 2011 que o Ceará. A terra do ministro embolsou R$ 25,5 milhões, o que corresponde a 90% dos R$ 28,9 milhões efetivamente pagos pelo programa no ano passado para todos os estados do Brasil.



Ao Ceará, couberam R$ 185,4 mil. Os números são da ONG Contas Abertas, com base em informações do sistema Siafi, do Governo Federal. Bezerra é do mesmo partido do governador cearense Cid Gomes o PSB.



A maior parte do dinheiro usado na prevenção de desastres foi para pagar restos a pagar de compromissos assumidos em anos anteriores, antes de Bezerra virar ministro. Somados os restos a pagar dos anos anteriores, Pernambuco recebeu um total de R$ 34,2 milhões do programa de prevenção de desastres.



O segundo estado que mais recebeu dinheiro foi a Bahia, com R$ 32,2 milhões. Mas o valor repassado aos baianos foi integralmente referente a anos anteriores a 2010, embora o pagamento só tenha ocorrido no ano passado. Não constam valores pagos em relação a despesas do programa de 2011.



Contabilizados os restos a pagar dos anos anteriores, o Ceará recebeu um total de R$ 12,2 milhões menos da metade do que foi pago para Pernambuco.



Sem discriminação



Fernando Bezerra, rechaçou as acusações de que haveria critério político para a liberação dos recursos antienchentes. Não existe política partidária, miúda, pequena. Não posso aceitar que se discrimine o Estado de Pernambuco por ser o do ministro, protestou.



Ele saiu em defesa de seu Estado, afirmando que os pernambucanos foram vítimas de um dos maiores acidentes da história, em que 18 mil famílias se viram desabrigadas, hospitais, escolas e pontes foram destruídos.



Ele lembrou que 41 municípios foram atingidos na região da Mata Sul, na divisa com Alagoas, devido às enchentes do rio Una.



O ministro salientou que a liberação desses recursos, para construção das referidas barragens, foi definida após discussão técnica com pessoal do Ministério do Planejamento e da Casa Civil, e com pleno conhecimento da presidente Dilma Rousseff.



Ele também afastou de sua pasta a responsabilidade pela gestão das verbas para obras antienchentes, atribuindo ao Ministério das Cidades a administração da maior fatia desses recursos. Ele afirmou ontem, durante entrevista coletiva, que o valor dos investimentos em ações de prevenção a desastres naturais não se restringe aos recursos alocados na Secretaria Nacional de Defesa Civil, vinculada ao Ministério da Integração. Os recursos de prevenção de desastres estão alocados, de forma muito mais ampla, no Ministério das Cidades, frisou.



Bezerra acrescentou que a presidente Dilma Rousseff determinou que o governo brasileiro virasse o jogo no tocante às ações de defesa civil, investindo mais em prevenção do que em ações de socorro e reconstrução. (com agências de notícias)



Quem



ENTENDA A NOTÍCIA



Com indícios de liberação política de dinheiro para Pernambuco, Fernando Bezerra pode ser agora a bola da vez na faxina ministerial. O titular da Integração Nacional foi indicado pelo governador Eduardo Campos (PE).



SERVIÇO



ONG Contas Abertas



Confira mais sobre a liberação do dinheiro para prevenção a enchentes em



http://www.contasabertas.com.br/

COMENTÁRIO: Não poderia ser diferente, o Ministro negar, estas barbaridades, tambem, não seria surpresa, uma materia com esta alienação viciosa de desvios, projetos direcionados, casados, com dinheiro publico, acho que o Ministro ainda esta na idade da pedra, porque pensar que o povo, com este leque de informações no mundo de hoje, vai acreditar no contraditório, destas falcatruas, usando a desgraça alheia, eles tem que aprender que estamos em outro tempo, desde o aluno primário ate os da treceira idade, o caminho das falactruas esta cada vez mais estreito, hoje a imprenssão que dá, é que aumentou o numero de falcatruas no poder publico, motivado pelo derrame de notícias, o que não é verdade, pois certamente ate diminuiu, mas o povo esta fiscalizando mais, tendo mais acesso a tudo, não existe militarismo, dizendo o que posso ou não posso ler ou dizer, esta liberdade conquistada, fez este reflexo, que as vezes causa espanto na quantidade de falcatruas, fora os que já foram banidos nas ultimas eleições, é de se pensar nesta, quem são os coligados deste Ministro, afilhados e corregionários, para na hora do voto...
Sergio Vianna - Leiloeiro Oficial

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA