Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

domingo, 16 de outubro de 2011

VEJA AS BARBARIDADES NESTA PUBLICAÇÃO - JUIZ NÃO VÊ LIGAÇÃO DO LEILOEIRO COM CRIME - RASGARAM A CONSTITUIÇÃO

Este blog, tem como finalidade, êxpor as mazelas, do dia a dia, prejudiciais, de forma que possamos, nos defender ou auxiliar alguem com informações, baseadas em fatos, se observados, sempre consta nos. ocorrências e processos dos fatos narrados, divergencias ou rejeições, fazem parte, nem cristo agradou, que dirá um mero leiloeiro... Sergio Vianna - Leiloeiro Oficial.


JUIZ NÃO VÊ LIGAÇÃO DE SUSPEITO COM TRÁFICO QUE FICOU 10 DIAS NA PRISÃO

REVIRAVOLTA. Leiloeiro diz que foi vítima de prisão injusta - ZERO HORA, 22/07/2011



Apontado pela Polícia Civil como responsável pelo assassinato de um jovem de 24 anos e suspeito de liderar o tráfico de drogas na Ilha dos Marinheiros, um leiloeiro foi solto depois de ter ficado 10 dias na prisão. O caso teve uma reviravolta na Justiça, que não viu qualquer ligação entre Sérgio Luís Martins Vianna, 46 anos, com a morte de Augustinho Ferreira dos Santos Junior, em maio de 2010.



Preso preventivamente por ordem judicial no dia 8 de julho, desde segunda-feira o leiloeiro está livre.



– Fiquei 10 dias preso injustamente em um inquérito mal feito, para me prejudicar. Sempre ajudei a comunidade e nunca me envolvi com qualquer crime – afirma.



O juiz substituto no processo, Leandro Raul Kippel, entendeu que a denúncia oferecida pelo Ministério Público – baseada no inquérito policial – não tinha elementos suficientes para incriminar Vianna. “Em momento algum há nos autos referência de ajuste prévio dele com os outros dois denunciados para cometer o crime. Também não há indício de que tenha dado abrigo aos dois depois de cometido o homicídio. A simples inferência de participação não pode justificar a denúncia”, diz o juiz na decisão.



A prisão preventiva decretada pelo mesmo juiz considerava o risco de que o leiloeiro interferisse na investigação. A denúncia do promotor André Gonçalves Martinez contra Vianna também incriminou Adriano Pereira da Silva, 25 anos, e Roberto Pereira da Silva, 27 anos. Irmãos, os dois continuam presos, sob suspeita de terem matado Augustinho. São funcionários de Vianna em sua propriedade, na ilha.



O Tribunal de Justiça esclarece, porém, que o caso não foi encerrado. Todos os envolvidos serão notificados e podem apresentar novos elementos ao processo. Conforme a polícia, Vianna manteria um aparato de segurança para proteger o tráfico. Segundo o leiloeiro, o aparato servia para afastar pessoas que dirigiam carros em alta velocidade e criminosos que desovavam veículos no local.



Contraponto - O que diz o delegado Arthur Raldi: Para o titular da 2ª Delegacia de Homicídios, a decisão da Justiça foi surpreendente. A comprovação do domínio da Ilha dos Marinheiros, para a polícia, estaria no aparato de segurança criado pelo leiloeiro na principal rua do bairro. Havia pelo menos quatro cancelas, quebra-molas e câmeras de vigilância. Tudo para proteger o tráfico de drogas.

SERGIO VIANNA - FAZ COMENTARIO

ESTE DELEGADO QUE FALA ACIMA É SALAFRÁRIO, FALSÁRIO, QUANTO AO TRIBUNAL DE JUSTIÇA, QUEM DESTE ÓRGÃO SE MANIFESTOU, DEVIA SE ENVERGONHAR COM O SISTEMA,  POIS ABONARAM CRIME DESTE DELEGADO, FINANCIARAM  CRIME DA POLICIA, E VEM FALAR EM NOVOS ELEMENTOS, PROVIDÊNCIAS O TRIBUNAL POR ENQUANTO NÃO TOMOU NENHUMA, QUANDO COM FALSAS ACUSAÇÕES, RASGARAM A CONSTITUIÇÃO NESTE EPISÓDIO,  REALMENTE EXISTE NOVOS ELEMENTOS, MAS CONTRA O SISTEMA, ENQUANTO O TRIBUNAL, FINANCIAR POLICIAL CRIMINOSO,  E  LANÇANDO ESTAS NOTINHAS FRIAS E CALCULISTAS, NOS JORNAIS,  USANDO AUTORITARISMO, DESPREZANDO O BEM ESSENCIAL, QUE É MANTER A LEGITIMIDADE DA JUSTIÇA, AO INVÉS FECHAR OS OLHOS PARA QUEM ATENTA CONTRA A JUSTIÇA, FAZENDO DESONRAS, POCA VERGONHA...

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA