Postagem em destaque

CARTA DE DEMISSÃO DA SENHORA PRESIDENTE DA REPÚBLICA (11.05.2016)

Este blog, tem como finalidade, expor as mazelas, as quais convivemos em nosso dia a dia, sempre baseado em informações, divergências ou rej...

terça-feira, 27 de setembro de 2011

NOTA PUBLICADA PELO DELEGADO FALSARIO NO SITE POLICIA CIVIL E MAIS...

 
O Estado do RS Agência de Notícias

História da Polícia Civil

O Patrono

AtribuiçõesComunicaçãoComunicaçãoNotícias

Eventos

Avisos

Áudio, Vídeo e FotosServiços e InformaçõesServiços e InformaçõesCampanha Nacional do Desarmamento 2011

Dicas de Segurança

Guia de Recolhimento de TaxasPágina Inicial > Notícias VoltarRSSCompartilharImprimirA+A-Notícias Publicado em 08/07/2011 10:45

Atualizado em 08/07/2011 16:40 Operação Minha Ilha resulta na prisão de dois homens suspeitos de homicídio Agentes da 2ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Desaparecidos (DHD), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), desencadearam, na manhã desta sexta-feira (08/07) a Operação Minha Ilha. Foram utilizadas oito viaturas, 20 agentes, coordenados pelo Delegado Arthur Teixeira Raldi para dar cumprimento a dois mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão. Dois homens, de 56 e 25 anos, foram presos em suas residências na Ilha dos Marinheiros , por tráfico de drogas e por homicídio. Após as formalidades legais, os presos serão encaminhados ao Presídio Central.



Segundo o delegado Raldi, a origem da investigação partiu de um homicídio ocorrido em maio de 2010, na Ilha dos Marinheiros. Lá havia regime de terror imposto pela dupla, com a instalação de diversos quebra-molas, cancelas e câmeras para monitorar e revistar os carros que entrassem e saíssem da localidade. Um jovem, de 24 anos, teria se rebelado e se desentendido com um dos homens, que para demonstrar poder, teria efetuado cerca de três disparos no peito da vítima que veio a falecer no local. Em que pese não tenham sido apreendidas armas, muito provavelmente em virtude do monitoramento da área por meio de câmera, já sabendo quando do ingresso da polícia no início da localidade, foram localizadas e apreendidas diversas munições de calibre 38 (utilizada no crime) e 12 - complementa o delegado.





Fonte: 2ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Desaparecidos (DHD) / DEIC

Cecy Quadros Raicik

Reg. Prof. 6211

ESTA FOI A MATERIA EXIBIDA NO SITE DA POLICIA CIVIL, COM DECLARAÇÃO DO DELEGADO FALSARIO ARTHUR RALDI, MATERIAS SEMELHANTES, EM OUTROS JORNAIS
NA RADIO ONLINE DO CORREIO DO POVO DIA 08.07.2011, COM AUDIO DO PROPRIO DELEGADO, SÃO PARTE DAS PROVAS QUE ESTAMOS JUNTANDO NOS PROCESSOS CRIMES E INDENIZATORIAS.
A NOTA CRIMINOSA DIVULGADA PELO DELEGADO FALSARIO, LADRÃO, ILUSIONISTA, DESCRITA ACIMA, COM TEXTO ORIGINAL DA PUBLICAÇÃO, É NADA MAIS NADA MENOS, QUE UM ATENTADO CONTRA A PROPRIA CORPORAÇÃO DA POLICIA CIVIL, ATENTA TAMBEM AO BOM ANDAMENTO DO SISTEMA, DOS BONS POLICIAIS, MOTIVO PELOS QUAIS, REPRESENTEI NO MP, CORREGEDORIA DE JUSTIÇA, CORREGEDORIA DA POLICIA CIVIL(Conforme ocorrencias nos. 5762; 5763; 5764; 5765),  E CORDENADORIA DAS PROMOTORIAS, PELA GRAVIDADE DOS FATOS, PELA GARANTIA DE UMA BOA INVESTIGAÇÃO, PELA GARANTIA DA , PUNIÇÃO DO DELEGADO FALSARIO, DO CONTRARIO QUANTAS VEZES MAIS ESTE VAGABUNDO MENTIROSO, VAI ATINGIR FAMILIAS, LARES, COM INQUERITOS ARQUITETADOS, RECHEADOS DE MENTIRAS E FALSIDADES IDEOLOGICAS, OUTROSSIM, CABE DIZER QUE TODOS OS ATOS, FORAM ABONADOS DE OFICIO PELA JUSTIÇA, MOTIVO QUE DEVE TER A INTERVENÇAO DA CORREGEDORIA DE JUSTIÇA DO ESTADO, SE AQUI NÃO FOR RESOLVIDO, ENCAMINHAR A CORREGEDORIA DO CNJ, VAMOS ATE O FINAL, ENQUANTO ESTE POLICIAL FALSARIO NÃO RECEBER PUNIÇÃO DEVIDA, AGUARDE...(

POSTAGENS DE SERGIO VIANNA